Você sabe a diferença entre lote e terreno?

É muito comum as pessoas confundirem lote e terreno, pensando ser a mesma coisa. Mesmo estando relacionados, não possuem a mesma definição. Uma boa forma de diferenciar é ter em mente que o lote é uma divisão do terreno, e que um conjunto de lotes forma uma quadra.


Terreno é um grande pedaço de terra, urbano ou rural, reservado para a construção de imóveis. O espaço pode ser comercializado por inteiro, tendo seu valor calculado por metro quadrado ou acre.

No entanto, qualquer terreno pode ser dividido em porções menores de terra, transformando-se em um loteamento. Esses pedaços menores de terra, ao qual chama-se lotes, geralmente seguem um padrão de tamanho, mas com variantes dependendo da localização dentro do loteamento. Eles são comercializados separadamente ou conjuntamente. Na grande maioria dos loteamentos, os lotes são destinados a construção de casas. No loteamento fechado, há um manual com as restrição de construção, fazendo com que as casas obedeçam um padrão área e arquitetura. Nos loteamentos abertos, não há essa restrição.


Em termos financeiros, por ser uma subdivisão do terreno, portanto de valor menor, proporciona maior facilidade de venda, dando maior liquidez ao capital investido.

Outro ponto importante é que as burocracias e despesas para manter o lote, normalmente, são menores. Nos casos de loteamento fechado é cobrado uma taxa de condomínio aonde já estão inclusos os custos de funcionários (vigias, porteiros, jardineiros) e manutenção das áreas comuns.

O lote é uma das formas de investimento com maior rentabilidade, sendo considerada uma das melhores formas de aplicação disponíveis no mercado.


Consulte nossas opções de lotes em Fortaleza, Aquiraz, Caucaia e Eusébio.

Fale com um de nossos consultores

Profissionais liberais e autônomos podem financiar imóveis? Sim, podem!

Você sabia que os profissionais autônomos representam uma grande parcela dos compradores de imóveis? Pois é. No Brasil, a economia informal e os pequenos negócios, são bastante comuns, representado boa parte do dinheiro circulante no país.

 

Na compra de imóveis financiados, há vários questionamentos e muitas dúvidas por parte de quem está comprando o imóvel. Somado a isso, o comprador é autônomo/profissional liberal. E então, como fazer? Como comprovar a renda que é um dos fatores primordiais para aquisição do financiamento?

 

Trabalhadores sem carteira assinada com atuação em áreas tão distintas quanto  odontologia, medicina, serviços e advocacia, entre outras, podem financiar seus imóveis diretamente nas construtoras ou em qualquer banco.

 

Para comprovar a renda, basta apresentar documentos como a declaração do imposto de renda, faturas de cartão de crédito, extratos bancários e contas de água, luz e telefone. O Banco analisa todo o u histórico bancário e por isso é importante ter seus pagamentos sempre em dia.

 

Quer esclarecer mais dúvidas? Entre em contato com nossa equipe. Vamos fornecer todas as informações necessárias.

falecom@escalaimoveis.com.br

veja também: Passo a passo: como contratar um financiamento imobiliário?

 

Ambientes integrados e humanização de espaços

As tendências na construção civil mudam de acordo com as mudanças de comportamento das pessoas, atendendo os desejos que acabam refletindo nos hábitos de consumo e estilo de vida. Vejam que anteriormente, até mesmo quando crianças, as casas eram maiores, com grandes corredores, e quase todos com dependência de empregada. Os apartamentos tinham apenas uma vaga de garagem, depois passaram a ter duas, visando somente a necessidade dos pais que na maioria das vezes eram voltadas somente para o trabalho e filhos. Já hoje, temos apartamentos com 3 ,4, 5 vagas de garagem para atender as necessidades dos filhos também.

Hoje em dia, os projetos são mais personalizados, principalmente em se tratando de residências horizontais. Os espaços são mais bem aproveitados, observando a grande tendência que é a humanização dos mesmos para que o convívio familiar seja cada vez maior.

Fique por dentro de algumas tendências:

Espaços integrados

Há alguns anos os espaços integrados já são utilizados. Inicialmente a integração se dava entre sala e cozinha. Hoje, o ambiente estendeu-se ainda mais para um espaço gourmet. Onde podem ser feitas refeições do dia-a-dia assim como receber visitas mais formais.

FURNITURE

Inicialmente a integração entre sala e cozinha era a retirada da parede e colocação de balcões, transformando a cozinha tradicional em cozinha americana. Hoje, além de balcões, podem ser utilizadas mesas, balcões em formato de ilhas que ao mesmo tempo une os ambientes e mantém as funções de cada um. Já outros espaços podem ser delimitados com tapetes, pequenos biombos ou outros móveis, como aparadores e sofás. O importante é que os móveis não atrapalhem a circulação.

 

Cozinha gourmet

Reunir família e amigos em um ambiente confortável, investindo em aparelhos eletrodomésticos transformando a cozinha tradicional em uma cozinha bistrô. Normalmente com conceito aberto, utilizando-se de ilhas, uso de fogão cooktop e móveis projetados sob medida para que não atrapalhe a circulação no ambiente.

 

 

Espaços verdes abertos para convívio e lazer

Além dos ambientes projetados com conceito aberto e da cozinha gourmet, que agrega familiares e amigos, outras áreas para convívio e lazer têm sido priorizadas nos projetos, como os jardins de inverno (já muito usados em anos passados mas que agora vem com uma nova roupagem) e o aproveitamento de árvores nativas no terreno, sendo incorporadas ao projeto.

Essa aposta tem sido evidenciada em muitos projetos de paisagismo justamente por agregar valor estético aos espaços além do bem-estar que o impacto junto a natureza proporciona.

 

 

Quer construir no lugar certo?

Conheça excelentes condomínios fechados na região do Eusébio:

Jardins do Lago – Eusébio

Jardins Terra Brasilis – Eusébio

Azur Condomínio Clube – Eusébio

Jardins das Dunas – Eusébio