Super dicas para combinar as cores tendência 2021 na sua decoração

No post anterior falamos sobre as cores tendência para 2021, lançadas pela Pantone. Veja agora como combinar o cinza e o amarelo na sua decoração. Dupla mais que perfeita e queridinha entre decoradores e arquitetos.

Não tenha timidez na hora de reinventar seus ambientes. Ouse e aposte nessas duas cores que com certeza vão dar um ar super brilhante para seu ambiente. A seriedade do cinza e quebrada com a vivacidade do amarelo.

Gostou das dicas?

Aproveita e veja mais:https://escalaimoveisblog.com/category/decoracao/

Urban jungle: descubra as características dessa tendência!

Diante da busca por resgatar o contato com a natureza, a tendência de urban jungle ganha destaque em todo o mundo. Conheça suas características e como aplicá-la!

Na hora de decorar um imóvel, é cada vez mais comum não olhar só para dentro. No lugar de considerar apenas os móveis, quadros e itens “internos”, há uma tendência de enxergar o mundo de fora como componente do lar — esse movimento tem nome e sobrenome: urban jungle.

Essa decoração tem ganhado projeção. E para explicar melhor essa alternativa, Dieiny Kipper e Lízia Witzel, as Arquitetas Online, contaram o que direciona as escolhas de tal possibilidade.

Ao entender as características marcantes dessa abordagem, fica fácil replicar em seus projetos para clientes exigentes. Além de trazer muita personalidade, é uma forma de resgatar um contato com a natureza que parece perdido nas grandes cidades — mas que está mais próximo do que dá para imaginar.

Que tal descobrir como essa tendência pode ser utilizada? Continue a leitura e descubra as características da pegada urban jungle.

O que é urban jungle?

Em tradução livre, a tendência de decoração é conhecida como “selva urbana”. O nome já indica que se trata de uma ideia com bastante verde e máximo contato com a natureza.

“O estilo Urban jungle nasceu para trazer a natureza para dentro dos lares e inseriu o verde na decoração como forma de gerar vida, aconchego e bem-estar nas moradias urbanas”, revela a dupla de profissionais.

Além do verde como aspecto central, existe uma tendência de criar um local com materiais naturais. Madeira, palha e outros componentes que remetem ao ambiente externo ganham espaço entre as paredes do imóvel. Mais que um estilo com regras definidas, é um movimento de recuperação por parte dos jovens adultos que, muitas vezes, ocupam seus próprios lares pela primeira vez.

Como oferece bastante versatilidade, também garante um nível elevado de adaptação. Qualquer pessoa que entenda como cuidar das plantas tem a chance de explorar essa possibilidade.

“É para todos aqueles que adoram cuidar de plantas e conhecem a necessidade de cada espécie. Para quem deseja muito ter uma casa nesse estilo, mas não tem intimidade com plantas, pode pesquisar sobre os cuidados de cada tipo. Assim, dá para começar esse ‘relacionamento’ que traz grandes benefícios para o imóvel e seus moradores”, ponderam.

Como surgiu a tendência?

As mudanças na sociedade são, na verdade, os grandes motivadores para o surgimento do urban jungle. O motivo é simples: com um volume crescente de concreto e com cidades populosas, a natureza fica distante.

No mar de concreto que são as grandes cidades, a busca por algo natural é um movimento que faz sentido. Isso vale para uma sociedade que está progressivamente conectada aos celulares e que pouco vê o mundo lá fora. Trata-se de uma tendência relativamente moderna, já que esse desenvolvimento e a imersão na tecnologia têm alguns anos.

“Com o aumento das grandes construções e, consequentemente, do desmatamento, estamos cada vez mais afastados da natureza. Quando tiramos férias, procuramos ficar mais próximos, mas quando voltamos para casa, sentimos falta da qualidade de vida e da incrível sensação visual que ela nos traz”, explicam as Arquitetas Online.

Essa decoração, portanto, não tem um caráter apenas estético. A intenção inclui recriar o visual de uma floresta urbana e montar um ambiente único. No entanto, também tem a ver com bem-estar, sensação de satisfação e estímulo aos sentidos.

Como inserir plantas dentro de casa?

Não existe floresta sem plantas, certo? Então, é imprescindível pensar em como inserir esses elementos dentro de casa para adotar a proposta de urban jungle.

A seguir, descubra como inserir as plantas no lar e crie um espaço particular de floresta!

ENTENDA AS NECESSIDADES DAS PLANTAS

 

3378064

Cada espécie apresenta um conjunto de características, então não dá para criar uma fórmula única de cuidado. No entanto, é essencial compreender que plantas são seres vivos, por mais resistentes que sejam. Logo, a atenção tem que ser constante — e o comprometimento, também.

Como bem explicam as Arquitetas Online, “todas elas necessitam de empenho para darem certo: luz (direta ou indireta), ventilação, adubação e rega correta são essenciais”. Então, saiba que dedicar um pouco de tempo será fundamental para obter o sucesso ao adotar esse estilo.

Você não precisa ser profissional no tema e nem fazer cursos ou ter experiência. No entanto, deve estar pronto para reconhecer as necessidades de cada vaso e o melhor jeito de cuidar. Assim, é possível selecionar as alternativas indicadas para deixar os clientes satisfeitos.

FIQUE DE OLHO NOS VASOS PENDURADOS

Para diversificar o ambiente e conseguir uma finalização interessante, vale pensar no uso de vasos suspensos. Ao mesmo tempo, é preciso ter alguns cuidados para que o resultado não cause problemas extras.

Os autoirrigáveis, segundo as arquitetas, são as melhores opções para usar de maneira suspensa. Isso evita o aparecimento de goteiras, o que ainda impede a sujeira no espaço — seja na sacada, seja dentro de casa.

Além disso, é preciso ficar atento à altura onde houver circulação. Ela deve ser maior que o tamanho médio de uma pessoa, para evitar impactos e acidentes. “Caso estejam acima de móveis ou perto da parede, é só usar a imaginação e variar as alturas dos vasos e espécies de plantas”, ensinam.

2

INVISTA EM SUPORTES ELEVADOS

Outra possibilidade consiste em adotar suportes elevados para que os vasos possam ser compostos em diferentes alturas. Essa é uma opção conveniente para quem não pode ou não quer usar vasos suspensos, bem como para quem deseja complementá-los de uma forma distinta.

A proposta inclui utilizar prateleiras e até estantes para dar suporte aos vasos. A verticalização permite o aproveitamento do ambiente, só que adota uma escolha simples e que funciona para muitos casos.

Recorrer a prateleiras em diversos níveis, inclusive, é um jeito de dar dimensão e profundidade à composição. O cuidado principal tem a ver com a distribuição e com o planejamento, de modo a garantir um resultado interessante.

CRIE UM JARDIM VERTICAL

É quase impossível falar de urban jungle sem citar um dos principais queridinhos de quem deseja ter o verde em casa: o jardim vertical. Essa é uma opção que aproveita o espaço da melhor maneira e ainda ajuda a criar uma parede verde muito especial. Tendência em boa parte dos projetos com essa pegada, pode ser elaborado no imóvel, desde que algumas características sejam observadas.

O primeiro aspecto é o lugar escolhido. É indispensável que ele tenha luz e ventilação para que as plantas vivam. Não adianta selecionar um canto escuro e isolado do corredor, porque o resultado não vai ser interessante. Também é indicado recorrer às plantas com cuidados semelhantes — ter todas de sol ou todas de sombra garante que elas estejam sempre bonitas e vistosas.

Quanto à estrutura, não faltam opções. É possível usar pallets, suportes ripados ou treliçados ou até canos de PVC. Além de adotar a proposta de urban jungle, é algo que tem tudo a ver com a sustentabilidade.

1

Já sobre os cuidados com a rega, há duas possibilidades principais — mas isso tem que ser definido com antecedência. “Ela pode ser manual ou automática. Para os jardins menores, a irrigação manual funciona muito bem, mas para paredes grandes o ideal é optar pelo sistema de irrigação automático. Desse modo, as plantas são regadas em um acionamento por igual”, explicam as arquitetas.

Como as plantas ficam em contato direto com a parede, é fundamental ter cuidado com as infiltrações. A impermeabilização é indispensável e ajuda a evitar problemas com o revestimento, por exemplo. Para o piso, vale usar calhas para reter o excesso de líquido.

 

urban-jungle-decoracao-verde-1-1024x745

Além de tudo, é interessante utilizar os objetos certos para decorar o ambiente de um jeito ainda melhor. Para quem tiver uma sacada com uma minifloresta, vale a pena investir em estátuas de barro ou gesso, se houver espaço disponível.

Do lado de dentro, bibelôs de cactos e outras plantas dão um toque divertido e que combina com o ambiente. Dá até para recorrer a terrários de suculentas para adicionar mais verde.

No sofá, as almofadas estampadas dão o tom e a sala ainda pode contar com cordas de amarração, cestas de palha e banquinhos de apoio. Assim, o ambiente todo conversa e combina de um jeito diferente.

A tendência de urban jungle tem tudo a ver com a nova geração e seu interesse por elementos naturais e pela sustentabilidade. Com essas dicas, é possível adicionar florestas urbanas aos seus projetos de um jeito fácil e com excelentes resultados!

Gostou do post? compartilha!

Fonte:Portobello

Faça você mesmo: Parede de cimento queimado

Ele é barato, sustentável, descolado e cada vez mais usado para revestir o chão, as paredes e também móveis de alvenaria. Seja queimado, em tom natural ou tingido, ou ainda exposto na estrutura de concreto, o cimento queimado é uma opção prática e cheia de personalidade e é o queridinho do momento.

Trazida primeiro pela tendência da decor industrial, hoje ela já se popularizou e pode ser encontrada em diferentes estilos de decoração, seja no quarto, na sala, no escritório e até na cozinha ou banheiro.

Como sugestão, você pode escolher uma parede que queira destacar no ambiente e aplicar a textura somente nela para garantir o charme a mais. No entanto, ao buscar referências de decoração sobre cimento queimado, você vai notar que muita gente prefere transformar todas as paredes do ambiente ou até mesmo da casa. Tudo vai depender do que você tem em mente para o seu espaço.

Sobre o método, vale saber que existem diversas formas de fazer o cimento queimado em casa.Como com base de cimento de fato; ou com massa corrida ou massa acrílica pigmentada, por exemplo. Mas, aqui no Zap em Casa você aprende uma forma ainda mais simples e fácil: com textura pronta.

Dessa forma, você não precisa preparar o produto e só utilizará o passo a passo abaixo pra saber como aplicá-lo. Vamos lá?

Você vai precisar de:

– Textura pronta para cimento queimado;
– Verniz acrílico fosco acetinado;
– Uma bandeja para tinta;
– Pincel;
– Bloco de espuma de construção;
– Rolo de tinta;
– Fita crepe.

IMG-5501-541x406

Foto: Bruno Berkenbrock

PASSO 1: Proteja todos os cantos da parede que não será pintada. Assim como o teto e os interruptores.

PASSO 2: Molhe uma parte da esponja e retire o excesso antes de aplicar.

passo2

Foto: Bruno Berkenbrock

PASSO 3: Faça movimento irregulares com a esponja na parede, como se você estivesse apagando uma lousa ou limpando o vidro. Este é o resultado da primeira demão.

passo3

Foto: Bruno Berkenbrock

PASSO 4: Estes são os resultados da segunda e da terceira demão. Você pode parar na segunda, se quiser. Tudo depende do tom que você quer a sua parede.

passo4
Foto: Bruno Berkenbrock

PASSO 5: Por fim, utilize um rolo para passar apenas uma demão de verniz e pronto. Agora é só aproveitar o resultado incrível que sua parede terá!

passo5

Importante: Para saber o tempo de espera entre uma demão e outra, leia na lata as indicações do fabricante escolhido por você.

Fonte: Zap em casa

Veja mais dicas de decoração em nosso blog:

Idéias para Decorar Quartos Pequenos

 

Nos últimos anos, como reflexo da economia no país, ocorreram mudanças significativas no comportamento do brasileiro. Cada vez mais as pessoas estão se casando mais velhas, seja em busca de uma dedicação e foco na carreira profissional seja por comodidade. Contudo, estão deixando de viver com os pais cada vez mais jovens. Isso faz com que exista uma grande demanda por apartamentos compactos como é o caso do J. Smart Vicente Leite

Nos apartamentos compactos ou studios, todos os cômodos são pensados para a funcionalidade do dia-a-dia. O quarto, em especial, por ter tamanho já reduzido, requer um pouco mais de atenção na hora da decoração e aproveitamentos de todos os espaços.

A boa notícia é que alguns truques simples de decoração vão fazer o seu quarto ficar mais prático e parecendo bem maior.

1. Opte por cores claras

Cores claras fazem o espaço parecer maior, mesmo que apenas visivelmente. O importante é a sensação da amplitude. Aposte no branco ou em uma paleta de cores claras.

2. Use abuse de prateleiras

Em espaços pequenos, as paredes são suas aliadas! Aproveite todo e qualquer espaço. A ajuda de um bom profissional nesse momento é muito importante, para que todos os espaços sejam aproveitados.  Em tese, qualquer parede serve, mas se você instalar a prateleira na parede atrás da cama, vai conseguir um efeito legal dispensando a necessidade de uma cabeceira, que ocuparia ainda mais espaço.

3. Aposte nos espelhos

o uso do espelho consegue dar um aspecto maior à decoração de quarto. Além de servir pra dar aquela conferida no visual, o espelho também reflete e dobra o espaço e todas as melhorias que feitas nos quartos pequenos, como as paredes claras e a iluminação.

 

4. Menos é mais no quarto pequeno

Aproveite bem todos os espaços. Aproveite todos os espacinhos que conseguir encontrar pelo quarto. O espaço embaixo da cama pode e deve ser aproveitado em quartos pequenos! Use gavetas ou cestos para organizar enxoval, sapatos e até roupas, liberando mais espaço em outros lugares como armários e cômodas.

5. Móveis baixos dão a sensação de amplitude

Um truque muito usado pelos profissionais de decoração em quartos pequenos é manter a linha da altura dos móveis baixa, assim o pé direito parece maior e a sua sensação de quarto grande só aumenta!

6. Aproveite bem todos os espaços

Aproveite todos os espacinhos que conseguir encontrar pelo quarto. O espaço embaixo da cama pode e deve ser aproveitado em quartos pequenos! Use gavetas ou cestos para organizar enxoval, sapatos e até roupas, liberando mais espaço em outros lugares como armários e cômodas.

7. Aproveite as paredes

Instalar abajures e luminárias na parede ou no teto é uma ideia que vai poupar um bom espaço no seu criado-mudo, além de deixar o quarto mais organizado, com visual mais leve e, por consequência, maior.

8. TV na parede otimiza o espaço

Se você é daqueles que gosta de ver um pouco de TV antes de dormir, sabe que ela pode ocupar um bom espaço. O ideal em quartos pequenos é apostar em murais ou painéis de parede para prender o aparelho e economizar espaço, dispensando muitas vezes até a necessidade de um móvel que seria usado como apoio para a TV.

9. Seja criativo

A última dica também é a mais importante: seja criativo ao decorar o seu quarto pequeno! Aproveite os espaços mais inusitados, como o teto, para guardar coisas, por exemplo. Você também pode dispensar móveis que podem ser supérfluos, como uma cabeceira.

  • Gostou das dicas? aproveite e veja também:

Faça você mesma seu quadro de fotos

Usando o feng shui

Plantas para decorar

 

Como escolher a capa para o sofá

É coisa do passado achar que capa no sofá era considerado “cafona” e feia. Nos dias de hoje, esse assessório tornou-se essencial tanto para dar uma revigorada na sua sala cobrindo um sofá que está velhinho mas não está dando para trocar no momento quanto para preservar o tecido do seu sofá “estalando” de novo. Vamos lá?!

Muitos pontos são levados em consideração na hora de escolher uma capa bacana para compor a sua decoração de sala de estar.

Confira  4 dicas para escolher a capa perfeita

1-Como escolher a capa ideal

Você tem a opção de comprar uma manta pronta ou customiza-la escolhendo o tecido que mais gosta e de acordo com a padronização de decoração da sua sala.

Ao comprar o tecido e mandar fazer sua capa, escolha um bom profissional com experiência, para que a capa tenha um caimento perfeito, sem sobras de tecido ou com ajuste ruim. Com certeza ele tirará todas as medidas e será feito um molde para o caimento ficar bacana. Com a contratação do bom profissional, além da questão da estética, você também reduz o gasto excessivo de tecido eduzindo assim o valor gasto na compra do mesmo.

giphy

2-Vantagens

  • Mudam e revitalizam a decoração
  • Mais barato e fácil de trocar quando se quer esconder um furinho ou alguma manchinha
  • Protegem diversos moveis na sua casa ou apartamento
  • São versáteis, podendo ser usadas em várias ocasiões
  • Fáceis de guardar e lavar

BANNER BLOG (1)

3- Como escolher o tecido ideal

Além de ser um item de proteção, a capa é um item de decoração e é por isso que elas devem ser feitas com tecidos mais nobres e sofisticados, proporcionando um contraste bacana.

Os tecidos mais usados para a confecção de mantas são:

  • Sarja
  • Sarja peletizada
  • Brim
  • Chantung
  • Veludo
  • Lona

BANNER BLOG

4- Estampas e Cores

Há muitas opções no mercado de tecidos lisos, estampados ou com texturas. Caso seu sofá seja liso e com uma cor neutra, a capa deve ser estampada, com cores e texturas fortes, ou vice e versa.  Além capas de sofá, as almofadas também são bem-vindas, além de ser confortáveis, ajudam a compor a decoração e dão ar de aconchego em qualquer cômodo da sua casa. Só não pode esquecer de pensar na combinação de cores e estampa. Use e Abuse dessa nova tendência elegante e que está tomando conta das capas de revista de decoração.

BANNER BLOG (2)

E então? Esperando o quê? Aproveite essas super dicas e vai já encomendar a sua!

Continuar lendo Como escolher a capa para o sofá

14 Tipos de cozinhas alegres e divertidas

💭 Pensando em dar uma mudada na sua cozinha? 

Um dos ambientes mais frequentados do lar, a cozinha é o espaço ideal para reunir amigos e familiares durante o preparo das refeições. Local propício para confraternizações, este deve ter decoração marcante, que reflita o gosto pessoal dos moradores.

Amamos essas dicas de decoração, com vários tipos de cozinha, cada uma mais linda que a outra, dando um ar mais alegre e divertido à sua casa.

Para uma decoração mais charmosa e cheia de estilo, vale apostar em itens decorativos como quadros, mobiliário diferenciado e funcional promovendo praticidade ao cômodo, belas cortinas e até em utensílios com motivos divertidos.

Utilizar toques de cores neste ambiente é uma boa opção apara trazer mais personalidade ao cômodo, garantindo um espaço mais alegre e vivo.

A cor pode figurar em pequenas doses, tanto nos armários, banquetas, na parede, eletrodomésticos, ou compondo um ambiente com uma cor predominante.

 

 

👉Veja também: Vamos colocar a mão na massa? Dicas de reciclagem

Inspire-se: ambientes com suas versões Antes e Depois