O que é Construcard?

Está pensando em reformar, construir? Mudou para seu novo lar e faltou orçamento para fazer seus móveis? Conheça os benefícios do cartão Construcard.

O Construcard é uma linha de crédito para compra de material de construção em lojas credenciadas pela Caixa. Ao contratar o financiamento, você recebe um cartão e tem até seis meses para comprar tudo o que precisar.

Com o cartão, você pode comprar, além de materiais de construção mais comuns (como tijolos, esquadrias, pisos, telhas e tintas), armários não removíveis, piscinas, elevadores, caixas-d’água, aquecedores solares, aerogeradores e equipamentos de energia fotovoltaica.

google-meu-negocio

Além da facilidade do débito em sua conta-corrente, você conta com a segurança e a agilidade da Caixa e com uma rede de milhares de lojas conveniadas.

Como funciona?

​O financiamento tem duas fases: utilização e amortização. A primeira fase destina-se à compra do seu material de construção, que pode ser entre dois e seis meses. Durante esse período, você paga somente os juros dos valores utilizados.

A segunda fase, que pode variar entre um e 240 meses, é a amortização do saldo devedor, ou seja, o pagamento mensal das prestações até a quitação do financiamento. Essa etapa só começa após o fim do prazo definido para compras.

Garantias: aval, alienação fiduciária de bem móvel, caução de depósito/aplicação financeira ou alienação fiduciária de bem imóvel.

Sistema de amortização: Tabela Price.

Vantagens

Imagem de uma mão segurando uma nota de dinheiro

Facilidade

As compras são feitas por meio de um cartão personalizado, em lojas credenciadas e as prestações são debitadas direto na sua conta-corrente.

Condições Especiais

Com a apresentação de garantia (alienação fiduciária de bem imóvel, caução de aplicações financeiras e/ou alienação fiduciária de veículos) você tem condições especiais! Quem recebe seu salário em conta Caixa também conta com melhores condições no financiamento! Procure uma das agências da caixa e saiba mais.

Prazos flexíveis

Prazos flexíveis de até 240 meses para clientes que apresentarem garantia real à operação (alienação de bem imóvel ou caução de aplicação financeira).

Comodidade

Desbloqueie e consulte saldo e extrato de compras do seu cartão Construcard no Atendimento Cartão Construcard pela internet Aplicativo Construcard (disponível para iOS e Android). As informações de compras realizadas são enviadas via SMS.

São milhares de estabelecimentos conveniados por todo o país que aceitam o Construcard.

Requisitos

      • Maior de 18 anos ou emancipado
      • Possuir uma conta corrente na Caixa
      • Ser aprovado nas avaliações de cadastro e de risco de crédito

 

Documentação

    • Identidade
    • CPF
    • Comprovante de Residência
    • Comprovante de Renda Atualizado
    • Documentos da garantia, se for o caso
    • Comprovante de propriedade do imóvel (carnê de IPTU/ITR com vencimento no ano corrente, certidão da matrícula do imóvel, cessão de direitos do imóvel ou, no caso do imóvel financiado pela Caixa, comprovante impresso por empregado Caixa, na agência).
    • No caso de imóvel de terceiros, basta uma declaração de ciência, assinada e com firma reconhecida, do proprietário do imóvel a ser reformado, além do comprovante da propriedade.

Vá até uma agência da caixa e saiba mais!

 

Fonte: Caixa Econômica Federal

Passo a passo: como contratar um financiamento imobiliário?

O financiamento imobiliário é uma das melhores alternativas para quem quer comprar um apartamento, mas não tem o suficiente na conta para pagar à vista — situação bem rara, aliás. Contudo, para ganhar tempo e evitar problemas, você precisa checar algumas informações antecipadamente que confirmem a sua capacidade de contrair um financiamento ou até saber se o imóvel que você está adquirindo pode ser financiado.

Pré-requisitos
Para ter direito ao financiamento imobiliário, você deve preencher alguns pré-requisitos. Veja quais são eles:

ser brasileiro nato ou naturalizado ou, se estrangeiro, detentor de visto permanente no país;
ser maior de dezoito anos ou emancipado;
possuir capacidade civil, ou seja, de acordo com o Código Civil, não ser menor de 16 anos, não possuir enfermidade ou deficiência mental que impeça o discernimento ou que não esteja com capacidade para exprimir a própria vontade, mesmo transitoriamente, e que não seja ébrio habitual ou viciado em drogas;
possuir idoneidade cadastral;
não ultrapassar 80 anos e seis meses na soma da sua idade ao prazo de amortização, o que é verificado para a cobertura do seguro habitacional;
não ser proprietário e não estar em processo de compra de outro imóvel residencial na mesma cidade em que reside, caso queira utilizar recursos do FGTS;
ter capacidade de pagamento, o que você poderá comprovar na simulação que fará no próximo passo.

A simulação

Uma situação que não é rara é você ficar encantado por aquele apartamento dos seus sonhos, dar início à negociação de compra e, mesmo tendo o valor necessário para dar o sinal, ficar frustrado logo em seguida, quando, na hora de verificar as suas condições de adquirir um financiamento imobiliário, acaba descobrindo que não pode arcar com o valor das prestações. Para evitar situações como essa, a primeira medida que deve ser tomada, mesmo antes de dar início à busca pelo imóvel é fazer a simulação do financiamento. Com ela, é possível comparar os planos e as propostas apresentadas pelas instituições financiadoras e saber se o seu rendimento é suficiente para pagar as parcelas e atender às exigências do banco.

A simulação facilita bastante também na hora de definir o apê que você comprará. Afinal, de nada adianta sonhar com um imóvel que está além das suas possibilidades, ao mesmo tempo em que não seria muito bom perder a oportunidade de fechar um bom negócio se você tiver consciência de que pode bancar parcelas um pouco maiores daquelas que originalmente planejou — vários bancos possuem simuladores em seus sites que ajudam bastante nessa etapa, aliás!

Preparação

Após a simulação, naturalmente, você deve encontrar o imóvel que atende bem às suas necessidades e da sua família. Enquanto isso, para ganhar tempo, pode também esclarecer todas as dúvidas sobre o financiamento imobiliário com o corretor ou com a incorporadora do apartamento, considerando a documentação necessária, forma de contratação e outras informações. Um bom corretor ou mesmo a instituição financeira pode ajudar nessa tarefa. Aproveite para também adiantar a sua documentação pessoal, que será exigida na hora da contratação do financiamento.

É importante salientar que uma pessoa só está apta a adquirir um financiamento se não tiver nenhuma restrição cadastral, como nome incluído em listas de inadimplência ou no SPC ou no Serasa. Se houver alguma restrição, é preciso cuidar disso antes de se candidatar ao financiamento.

Confirmação da situação do imóvel

Quando encontrar o imóvel que esteja nas condições desejadas, verifique se não há sobre ele qualquer restrição que o impeça de ser financiado. Como o imóvel é a garantia do financiamento, ele deve estar plenamente regular, não havendo sobre ele qualquer pendência judicial e estar devidamente registrado no Cartório de Registro de Imóveis da cidade onde está. Por isso, no caso de um imóvel novo, há a necessidade de conferir a documentação do empreendimento com a construtora ou a incorporadora para verificar se está tudo em dia. Se for um imóvel usado, essa verificação deverá ser feita junto ao proprietário.

Envio da documentação
Nesse momento, você já deve apresentar cópias e originais dos seguintes documentos pessoais:

RG e CPF, inclusive do cônjuge, se for o caso;
comprovante de estado civil;
Certidão Conjunta Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e Dívida Ativa da União ou Certidão Conjunta Positiva com Efeito de Negativa desses mesmos débitos;
extrato do FGTS e Certidão Negativa de Propriedade de Imóvel, se for usar recurso do Fundo;
comprovante de renda (também do casal, se for o caso, que inclui holerite, extrato bancário e declaração de Imposto de Renda – IR); além do IR e extratos, autônomos podem apresentar a Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore) feita pelo contador e ainda recibos de recebimentos, contratos de prestação de serviços e declaração do sindicato; outros casos devem ser orientados pelo banco.
No caso de imóvel usado, também devem ser apresentados os documentos do proprietário ou do casal vendedor e do imóvel, que comprove que não há nenhum impedimento sobre ele. Em caso de imóvel novo, geralmente é solicitada apenas a matrícula.

Aguarde a tramitação na instituição financeira

Após receber a sua documentação, o banco fará a avaliação do imóvel e a análise técnica das suas condições de financiamento, o que demora em torno de 30 dias. Nessa etapa, também é providenciado o seguro habitacional, que é obrigatório para qualquer financiamento imobiliário e serve para proteger você e o imóvel durante o tempo de financiamento. No caso de algum imprevisto, o seguro pode até quitar o resto das parcelas.

Assinatura e registro do contrato

Em seguida, a instituição financeira fará contato com você para conferir os dados e emitir o contrato, que será enviado para assinatura e registro no Cartório de Registro de Imóveis. É esse registro que formaliza a operação de compra e venda e é obrigatório, mesmo quando o imóvel é pago à vista. Faça o registro o mais rápido possível!

Seguindo esses passos e cercando-se das informações do banco, buscar o financiamento imobiliário será bastante tranquilo e você vai realizar esse sonho com mais tranquilidade!

Ainda tem dúvidas sobre como financiar um imóvel? Entre em contato com a gente!

Fonte:comocomprarumapartamento